30julho, 2008

Notinhas …..

O cantor que estava ministro deixou o cargo …..

não vai fazer falta alguma porque nada fez (mas a agenda de shows …)

O caso dossiê …..

Casa Civil decidiu que o distinto que vazou as informações NÃO será demitido

A inflação está aí, é só ir ao supermercado

E a realidade é essa:

A economia da União, Estados e municípios para pagar os juros da dívida pública bateu recorde nos primeiros seis meses do ano. O superávit primário acumulado entre janeiro e junho ficou em R$ 86,12 bilhões, o equivalente a 6,19% do PIB (Produto Interno Bruto) do período, segundo dados do Banco Central. Apesar do recorde, houve desaceleração no superávit primário, que até maio estava em 6,55% do PIB. Além disso, pela primeira vez no acumulado do ano, o pagamento dos juros da dívida superou a economia do setor público.

e a PF está em todas

como o governo do estado do Rio perdeu o controle sobre a marginalia nas favelas, estão cogitando o uso da PF nas eleições de outubro

Ayres Britto, por sua vez, não descarta pedir o apoio da Polícia Federal ou do Exército para garantir a tranqüilidade nas eleições municipais do Estado, mas quer primeiro discutir a situação com Wider.

Não são apenas os candidatos que estão sofrendo ameaças. No último sábado (26), repórteres e fotógrafos que acompanhavam o corpo-a-corpo feito pelo candidato a prefeito do Rio Marcelo Crivella (PRB) receberam ameaças de traficantes armados na Vila Cruzeiro, no bairro da Penha, zona norte do Rio.

Li lá no Noblat 

Rachid ( da RF) está fora da Secretaria

e o governo insiste em criar cargos

quem for assinante da FSP

leia  o artigo “5 + 1” é igual a zero  da  Cantanhêde

dica:

novo site de busca CUIL

VLADIMI R KUSH

Tarso e Vanucchi defendem punição a torturadores do período da ditadura

 

estou de pleno acordo, mas que o mesmo seja feito com aqueles que roubaram, seqüestraram e mataram em nome

de uma ideologia!

depois dessa tiro uns dias de férias ………

Anúncios

25julho, 2008

ALERTA VERMELHO

Chávez teria gastado US$ 33 bi para influenciar latinos

Aumento da Selic tem impacto de R$ 3,49 bilhões na dívida do governo federal

Considerando o setor público como um todo, e não apenas o governo federal, a dívida indexada à Selic somava R$ 645,4 bilhões no final de maio

 

Tarso: todo cidadão deve cuidar ao falar ao telefone

“todo cidadão, ao falar ao telefone, tem que ter a presunção de que alguém está escutando”

 

Tarso diz que lei de blindagem a advogado será vetada se favorecer o crime

 

Sem alarde, o plenário do Senado aprovou no início de julho projeto de lei que torna invioláveis os escritórios de advocacia do país. O texto, que modifica o estatuto da advocacia brasileiro, estabelece que escritórios de advogados não podem mais ser alvo de busca e apreensão mesmo que por ordem judicial. A lei também veta a utilização dos documentos e objetos de clientes do advogado investigado, assim como outros instrumentos de trabalho que reúnam informações sobre os clientes.

com relação essas duas notícias vale a máxima que *quem não deve não teme* contudo vale também aquela que todo cidadão tem direito a privacidade.

Essas escutas devem ser utilizadas somente quando existem fortes indícios de que crimes que estejam sendo cometidos, e o mesmo vale para os advogados, existindo prova de estarem mancomunados com criminosos, perdem a blindagem.

Se continuarmos nesse ritmo frenético de censura e cerceamento de direitos, 1984 de Orwell se tornará conto infantil.

Repórteres Sem Fronteiras critica projeto de lei sobre crimes na Internet

“Este projeto de lei é potencialmente perigoso para a liberdade de expressão na Internet, pois reforça a vigilância da rede mundial e prevê sanções entre um e três anos de prisão sem especificar para qual delito. Trata-se de uma proposta que, apesar das modificações que sofreu desde a sua apresentação há três anos, permanece bastante vaga. Pedimos aos deputados que examinem atentamente o texto de forma a precisar o seu conteúdo e dar garantias sobre a liberdade de expressão na Internet”

 

 

Segundo o IBOPE são 35,5 milhões de brasileiros com acesso à Internet, e o TSE   por meio da resolução 22.718 disciplina o uso da mesma nas próximas eleições.

Devo confessar que pouco entendi e não sei o quanto de liberdade teremos para comentar sobre as eleições, e o que me preocupa é que poucos têm discutido sobre o tema.

26/07 –  matérias  sobre o tema

Propaganda eleitoral na web extrapola sites oficiais de campanhas

 

Especialistas: coibir campanha na web é impossível

 

BOLSA FAMÍLIA SUPERA PAC EM R$ 1 BILHÃO

 

Primeiro foi o bafômetro

Agora mais essa

TACÓGRAFO

23julho, 2008

O ESPETÁCULO DO CRESCIMENTO desmoronou, a cada notícia vê-se que por mais que arrecadem falta recursos, o estado inchou e para mantê-lo o governo está criando mecanismos que prejudicam os investimentos.

 

 

Em reunião, Lula cobra ação de ministros e apela para não inventarem novos projetos

Desvio de função

Governo planeja usar recursos do FGTS para financiar o BNDES, à custa de setores carentes, como o de saneamento básicoDE ACORDO com o balanço patrimonial, divulgado pela Caixa Econômica Federal, o FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço) possuía ativos de R$ 198 bilhões em dezembro de 2007. Estavam alocados em operações de crédito R$ 78,7 bilhões; em títulos da dívida pública, R$ 86,3 bilhões.
De um lado, esse elevado volume de recursos disponíveis aplicados à taxa Selic amplia a rentabilidade do fundo. Por outro, revela dificuldades de efetuar os desembolsos em áreas predeterminadas pela legislação: saneamento básico, infra-estrutura urbana e habitação popular.
Diante de graves problemas gerenciais (alta perda na distribuição de água e indigência contábil, por exemplo), elevado endividamento das empresas de saneamento e limites para a contração de empréstimos por Estados e municípios, o FGTS não consegue executar seu orçamento. Os recursos que “sobram” começam a ser disputados.
Uma alternativa delineada para facilitar os desembolsos foi a formatação do FI-FGTS. Até 80% do patrimônio líquido do FGTS poderia ser deslocado para um fundo de investimento em infra-estrutura. Agora o governo planeja utilizar até R$ 10 bilhões desses recursos destinados ao FI-FGTS para reforçar o orçamento do BNDES.
O banco enfrenta uma demanda por empréstimos muito acima de sua capacidade operacional. Independentemente da engenharia financeira da operação, ainda em estudo, o repasse ao banco de fomento não configura a melhor solução para o problema dos recursos disponíveis no FGTS. Desviar recursos do fundo significaria prejudicar setores carentes e prioritários, que dificilmente encontrarão outra fonte de financiamento.
O mais correto seria enfrentar as questões que inviabilizam a expansão dos empréstimos com recursos do FGTS. Isso exige a reestruturação patrimonial das companhias de água, esgoto e habitação popular, bem como melhorias gerenciais de monta; exige, também, a revisão, mediante compromissos firmes de modernização da governança corporativa, dos limites de endividamento dessas empresas, a fim de que retomem os investimentos.
Como os recursos do FGTS são federais, e as empresas executoras, estaduais ou municipais, o equacionamento desse imbróglio deve passar por uma negociação do Ministério das Cidades com governadores e prefeitos.
Diante dos baixos rendimentos de boa parte da população, o que restringe a capacidade de pagamento dos mutuários, haveria ainda a necessidade de repensar os mecanismos de subsídios para a construção de habitação popular. Uma possibilidade seria integrar o uso dos recursos previstos (e não gastos) no Fundo Nacional de Habitação de Interesse Social com os desembolsos do FGTS destinados a populações de baixa renda. (Editorial da FSP)

PAC

Desde o lançamento do pacote econômico no começo do ano passado, pouco mais de R$ 12 bilhões já foram desembolsados pelo governo federal com as obras do PAC até metade desse mês. A soma da verba autorizada nos orçamentos de 2007 e 2008 é de R$ 32,4 bilhões. Sendo assim, considerando a dotação prevista paras os dois anos, apenas 37% destinados a projetos e atividades do programa foram de fato aplicados, incluindo os restos a pagar (dívidas de anos anteriores pagas em exercícios seguintes).
É importante ressaltar que os valores citados referem-se apenas ao PAC orçamentário, ou seja, aquele cujas obras podem ser acompanhadas no Orçamento Geral da União por meio do Siafi (Sistema Integrado de Administração Financeira). Os investimentos privados e das empresas estatais não são contabilizados no sistema de receitas e despesas da União. Dos R$ 503,9 bilhões previstos para serem investidos em infra-estrutura entre 2007 e 2010, apenas R$ 67,8 bilhões fazem parte do OGU, passíveis de monitoramento.